ehrxe

9 Coisas que tu nunca agradeceste à tua melhor amiga, mas sempre quiseste.

A tua melhor amiga é, de longe, uma das pessoas mais importantes na tua vida e a quem tu te esqueces muitas vezes de dizer obrigado.
Tu dizes obrigado pelas pequenas coisas, como o jantar que ela fez ou o filme que ela te emprestou, mas raramente, se alguma vez, pelo que é mais importante.
Aqui ficam 9 dessas coisas em que te esqueces de lhe agradecer, mas que sempre quiseste fazê-lo.

Por todas as vezes que ela te aceitou de volta depois de te teres afastado durante imenso tempo.

Quer seja por causa de um novo relacionamento, novas amizades ou qualquer outra razão pessoal, a tua melhor amiga deixa-te ter os teus momentos sempre que quiseres porque ela sabe que eventualmente irás voltar.
Tu estás destinado a tentar coisas novas e a falhar algumas vezes; és livre para embarcares na tua própria jornada.
Mas, no final, tu percebes quem e o que é importante na tua vida. E, não interessa quantas vezes te afastas, tu fazes sempre a volta de regresso para descobrires que a tua melhor amiga está sempre lá para te receber.


Aquela vez em que estavas numa espécie de relação com alguém que ela não gostava, e mesmo assim não te impediu de continuares.

Lembras-te do rapaz cuja voz parecia uma espécie de sinfonia cada vez que ele falava? Olhando para trás, foi o teu maior erro de sempre.
Embora tivesse sido bom umas palavras mais duras através de um megafone ou um balde de água fria pela cabeça abaixo, a tua melhor amiga deixou-te andar de cabeça aluada durante um bom tempo.
Nós aprendemos com os nossos erros, por isso é que ela te deixou cair de cabeça até que aquela sinfonia se tornasse num irritante barulho.
Graças a ela, tu agora sabes o tipo de pessoas de que te queres manter afastada e têm inúmeras piadas sobre O-Nome-Dele.


Por ter sido tão paciente em todas aquelas vezes em que tu falaste e falaste sobre a tua vida e os teus problemas, e te esqueceste de perguntar como ela estava.

Por vezes, tu entras numa história ou num tópico e esqueces-te de fazer um intervalo, ou mesmo calares-te durante 30 segundos. E, quando ela finalmente tem hipótese de dizer alguma coisa, tu interrompe-la e voltas a levar o assunto falando sobre ti.
Nunca foi a tua intenção, e tu sabes que a vida dela é tão importante quanto a tua, mas por vezes, tu esqueces-te que a vida não é só sobre ti.


Por te emprestar aquela peça de roupa ou aquele acessório, e depois deixar-te levar uma eternidade a devolvê-lo.

Quer o tenhas perdido ou tenhas gostado tanto que continuavas a “esquecer-te” de lhe devolver, tu sabias que ela queria de volta, mas tu não lhe deste.
Meses ou até anos depois, tu “encontraste-o” (ou em alguns casos, foste comprar outro porque o tinhas perdido), e finalmente “lembraste-te” de o pôr na tua mochila. Pelo menos devolveste, né?
E, para todos aqueles que ainda têm aquele casaco/saia/jóia/filme que pertence à tua melhor amiga, talvez esteja na hora de lhe devolveres.


Por ficar a teu lado nos teus piores momentos.

Quando olhas para fotos antigas (aquelas que tiraste com a tua câmara digital ou com o teu antigo Nokia), é difícil imaginar como é que tinhas amigos naquela altura.
O aparelho nos dentes? O acne que estava espalhado por toda a tua cara durante quase 5 anos? Ela ficou a teu lado esse tempo todo.


Em vez de te julgar por te encheres de hidratos de carbono, ela junta-se a ti.

A tua melhor amiga nunca será verdadeiramente uma melhor amiga se não gostar de fazer uma actividade em particular contigo: comer. Se há alguma coisa que vocês as duas façam juntas, é comer.
Sempre que estão juntas, vão sempre comer ou beber alguma coisa.
Vocês falam e comem. Vêem TV e comem. Vão às compras e comem. Fazem viagens e comem. A tua melhor amiga nunca te julga por aquelas duas fatias de pizza e bolachas que comeste ao jantar. Em vez disso, ela senta-se ao teu lado a comer também.
Isso é verdadeira amizade.


Por tratares a casa dela como se fosse tua.

Estamos a falar de te atirares para cima da cama dela quando entras no quarto dela, de te esqueceres de desligar e arrumar o secador depois de o usares, de tentares vestir todas as roupas do seu armário e de as enviares para cima da cama formando uma coluna de roupa.
Esta categoria também inclui os direitos de abrires o seu frigorífico e enfardares-te de comida no sofá da sala, obviamente.


Por nunca te dizer “eu bem te avisei”, em voz alta.

Ela deu-te muitas vezes aquele olhar, mas nunca te disse essas quatro palavras em voz alta nem discutiu contigo em público quando lhe disseste que afinal ela tinha razão. Melhores amigas não precisam de fazer cenas quando uma das duas está errada.
Vocês duas partilham um laço especial e têm uma maneira de comunicarem sem palavras; não precisam de se acusar quando estão erradas. Existe um leque de frases específicas que qualquer duo dinâmico usa regularmente, e “eu bem te avisei” não é uma delas.


Por ser sempre honesta contigo.

A tua melhor amiga é uma das poucas pessoas que será totalmente honesta contigo a qualquer altura.
Ela ri-se de todos os maus conjuntos de roupas que experimentas, rola os olhos cada vez que falas O-NOME-DELE e dá-te na cabeça pelas más decisões que vais tomar antes de as fazeres – porque sabe que te vais arrepender delas mais tarde.
Ela deixa-te chorar, rebolar e ventilar quando precisas, mas quando é tempo de saíres desse poço, ela vai deixar de te oferecer o seu ombro e vai esticar a mão para te ajudar a levantar.
Sem os seus conselhos, amizade ou número de telefone memorizado na tua cabeça, tu estarias perdida neste mundo maluco.

Texto de Sarah Santos (tradução)

Deixa o teu comentário

Recomendado para ti...