hdgr1

Alma gémea

É difícil acreditar em almas gémeas, quando a realidade é que os relacionamentos estão a tornar-se cada vez mais virtuais e descompromissados. Não está fácil encontrar alguém que queira envolver-se de verdade.

Alma gémea nada mais é do que um alguém que não vive mais sem o teu sorriso. Alma gémea é quando alguém te surpreende com um pedaço de bolo depois do trabalho. Alma gémea é quando os dois aceitam as diferenças um do outro. Alma gémea é cuidado mútuo. Alma gémea não tem nada a ver com energia, não tem nada a ver com aquele amor de cinema em que tudo é perfeito ou certinho. Alma gémea é o outro que quer o teu bem o tempo todo, mesmo quando tu estás chato, apático e sem graça.

É aquela coisinha que sentimos por alguém de graça, sem qualquer custo, sem quaisquer promessas. É aquela preocupação com alguém, é quando os dois se importam de verdade um com o outro. É troca de sentimentos, de gentilezas, de carinhos, é sentir no outro o nosso melhor amigo.

Muitas vezes as pessoas acabam impondo muitas condições para uma vida a dois e acabam por se limitar quando alguém se aproxima de si. As pessoas dificultam o amor, muitas vezes. Almas são almas, sentimentos são sentimentos, eles se fundem para se transformarem em amor. O gostar de verdade de alguém fala mais alto na simplicidade e muitas vezes as pessoas não percebem. Se existe amor, logo existe alma, existe alegria. Também existem problemas, mas existe vontade e energia para os enfrentar.

O segredo de um relacionamento “alma gémea” é para quem se quer envolver e se entregar. É construir um presente e um futuro, dia após dia, ao lado do outro. É descobrir com paciência e carinho, que dois diferentes num relacionamento precisam de conversas diárias, lealdades e verdades, mesmo que incomodem. Para que sejam almas gémeas é preciso transparências.

Texto de Simone Guerra

Deixa o teu comentário

Recomendado para ti...