odgs

Amizades que envenenam.

Quanto mais velho tu ficas, menos tu aguentas, menos toleras, menos aturas. Conviver com os diversos tipos de pessoas nem sempre é uma tarefa fácil. As pessoas que chegam à tua vida, já chegam com uma bagagem enorme de manias, preconceitos, achismos, atitudes ruins e acredita, tu não és obrigado. Todo o mundo é boa pessoa até que se conheça melhor.

Uma amizade não funciona como um casamento ou um namoro onde um pede permissão para entrar na vida do outro. Tu convives com a pessoa até que num belo dia tu percebes que ela é o pontinho doce no meio do amargo da vida e tu nem reparaste quando ou como isso aconteceu. As amizades simplesmente acontecem. A amizade é a única relação não sanguínea que resiste ao tempo e à distância sem que soe como esforço ou sacrifício. Um amigo é amigo porque quer, não porque assim nasceu ou porque se sente obrigado a ser. E queres maior sensação de leveza e alívio do que essa?

Por isso, guarda bem estas palavras: não percas tempo com amizades que envenenam. Não gastes a tua saúde mental com pessoas levianas. Não enchas a tua cabeça já cheia com o que deve servir justamente para te ajudar a esvaziá-la. Não tornes as amizades um fardo na tua vida, elas devem ser lindas. Nada mais do que isso.

Amizade que maltrata, que provoca inveja, que magoa, que trai, que humilha, não é amizade. Amigo também nos dá lições, também briga, mas nunca, nunquinha da silva, sem perder a delicadeza e a doçura. Amigo não possui maldade ou má fé. Se possui, então não é amigo.

Amizade não cobra fidelidade, não sente ciúmes, não compete, não rebaixa, não fere. Se um amigo foi capaz de ser cruel contigo, então é porque desde o início já veio com data de validade. Não mantenhas nada estragado na tua vida. Depois de um tempo, começa a cheirar mal. E quanto mais tu te prenderes a ela, mais imunda e fétida essa relação se tornará. Lembra-te sempre de levar periodicamente o lixo para fora. Não te tornes um acumulador de rancores gratuitos alheios.

Um amigo que é cruel contigo não serve para as tuas conversas, para as tuas saídas, para os teus choros, para as tuas alegrias. Não serve para a tua vida. Por mais que vocês já tenham vivido momentos incríveis juntos, aquela pessoa não pensou nesses momentos antes de te ferir. A balança da vida que pesa para ti na hora de te desfazeres dessa amizade, não pesou para aquela pessoa antes de conscientemente te atingir. A ligação que tu achaste que existia, era unilateral e a amizade não pode ser feita só de um.

Não existe segunda chance para a amizade. Se aquela pessoa não foi capaz de ser amiga na primeira oportunidade, não será na segunda, na terceira ou na vigésima nona. Não existem motivos aceitáveis e desculpáveis para uma amizade azedar. O único motivo é a falta de capacidade daquela pessoa de amar da forma mais pura que existe. Livra-te dela. Livra-te e ganha mais de ti. Ganha mais dos outros. Ganha mais de quem está de fora apenas à espera de uma oportunidade para entrar.

Uma pessoa disposta a amar-te não vai odiar-te. Nem por um pouquinho. Nem rapidinho. Nem por um instantinho.

Texto de Marina Barbieri

Deixa o teu comentário

Recomendado para ti...