WPLN4CU3

Carta ao actual da minha ex.

Este é um bom exemplo de que quando se gosta de alguém de verdade, se deve valorizar antes de se perder.

Carta para o actual da minha ex:

Sei que a minha oportunidade já acabou e que, agora, é a tua vez. Por isso, lutando contra o ciúme que até ontem parecia invencível, escrevo para te contar os segredos que só quem a observou atentamente conseguiu desvendar. Escrevo, com inevitável dor no coração, para impedir que sejas tu a causa de futuras lágrimas dela, como eu já fui um dia.

Ela vai sentir frio à noite e provavelmente não te vai dizer. Porque ela fala mais através do silêncio do que ao entoar certas frases já batidas. Para ela, todo o gesto é válido e uma atitude – mesmo que sem palavras – é muito melhor do que essas frases aleatórias que são ditas em voz baixa para ninguém ouvir. Tu vais entender bem o significado de um cruzar de pernas, de um arrumar de cabelo para o lado, de um encolher de lábios ou de um levantar de sobrancelhas. E quando entenderes, aconselho-te que faças algo para corrigires alguma coisa que tenhas feito ou dito. E mesmo que não entendas exatamente o que fizeste, corrige mesmo sem entenderes. Eu posso garantir-te que a dor de perdê-la é maior do que qualquer outra coisa.

Acho que tu não deves insistir muito quando ela estiver irritada, pede desculpas e age. Age porque ela odeia quem fica parado e não faz nada além de se calar. Se por acaso estiveres com medo de perdê-la, nunca lhe vires a cara, ela vai entender isso como uma decepção, vai chamar-te de desatento e vai virar a cara para o outro lado também. Se estiveres a conduzir, pára o carro. Não aceleres! Ela odeia quem a põe em perigo. Ela chora muito antes de abandonar qualquer relacionamento porque conhece o seu apego e sabe que é mais fácil bater a porta do teu carro e desligar o telemóvel até ao dia seguinte do que sair definitivamente da tua vida. Ela odeia expectativas e entrega a alma para além do coração para ver um amor dar certo. Então, não a faças chorar. Promete-me que lhe vais pregar uns sustos de vez enquanto, mas só quando ela estiver concentrada a ver um filme de terror.

Ela contou-me que todos os relacionamentos que teve foram únicos à sua maneira e que apesar de já ter sofrido várias vezes pelos mesmos motivos, ela acha que cada sorriso é um novo sorriso e não uma cópia do que deu ou recebeu no passado. Ela quer encontrar alguém que saiba cuidar bem dela. E não sei dizer-te porque é que é tão difícil, sabes? Mas tenta cuidar dela porque agora ela é tua. Tenta não perdê-la. Ela não volta atrás nem perde tempo à procura de um amor que foi para algum lugar que ela desconhece. Ela acha que amor só pode ser justificado com amor, não acredita em mudanças e, para ela, uma coisa não pode ser boa se a faz chorar mais do que sorrir. Perde-te nesse sorriso que ela exibe para ti sem receio algum. E sente-te realizado. Sente-te realizado por teres os melhores lábios contigo, por teres o melhor beijo sem hora nem data marcada. E por favor, vê se retribuis todos os sorrisos dela. Vê se retribuis todo esse amor sem limites que ela costuma dar sem esperar nada em troca além de somente o mesmo.

Sente-te único, porque é assim que ela te fará sentir. Basta ver que no meio de tantos lobos dispostos a devorá-la por aí ela ainda é inteiramente tua. Ela vai apaixonar-se por cada chamada inesperada, por cada beijo roubado e por cada elogio sincero e sem aviso. Então por favor, não percas isso. Ela odeia monotonia e não suporta a indiferença. Aprende a respirar fundo e a organizar as palavras antes de as dizeres para evitar feridas desnecessárias. Não a magoes porque quando tu a magoares, ela vai achar que tu és só mais um como todos os outros. Não a deixes ir embora para perceberes que a tua vida sem ela é um verdadeiro desastre.

Deixa-a chamar-te idiota com um sorriso no rosto, na verdade, ela está a dizer que te ama do jeito dela. Ela gosta da areia da praia e de sentir a brisa do mar a embaraçar os seus cabelos. Ela gosta de entrelaçar os dedos, de deixar as pegadas pelo caminho, de olhar para trás e dizer: olha só o quanto nós já caminhamos juntos. Ela está sempre à procura de bons motivos para sorrir e dos melhores momentos para guardar na memória. Então dá-lhe motivos de sobra para ela voltar bem para casa e fá-la encontrar em ti os melhores momentos que ela pode ter. Se tu não lhe ligares, ela vai ligar-te. Se tu fingires que a esqueceste, ela vai procurar-te. Mas ela também sabe fingir que não se preocupa e, acredita em mim, o fingimento dela dói sempre mais. Por favor, não a deixes ligar-te só porque o teu orgulho não lhe quis ligar. Não faças birra, não faças joguinhos porque o Game Over será teu. Não finjas que te esqueceste dela porque quando ela não te procurar mais tu vais sentir exatamente o que eu senti. E, nesse momento, talvez até reaproveites esta carta e a envies para o próximo. Mas não vais gostar de estar na minha posição de quem deixou escapar o amor da sua vida por não lhe ter dado o valor que merecia.

Texto de Iandê Albuquerque

Deixa o teu comentário

Recomendado para ti...