exnam2

Carta de um ex-namorado arrependido

Quem torna as mulheres frias… somos nós próprios, homens.

Tudo bem… Queremos meninas simpáticas, sexys, bonitas, inteligentes e boazinhas. É muito fácil falar, pois quando aparece uma assim, de bandeja, a primeira coisa que nós pensamos é: Dei-me bem agora! E ficamos com elas uma vez, duas.

Começamos a pensar que essa é a mulher que as nossas mães gostariam de ter como noras. Se der um namoro, vai ser uma relação estável. Vamos buscá-la à faculdade, vamos ao cinema, a um barzinho, apresentamos aos amigos, é a companhia perfeita… Tudo ótimo, até virar uma rotina sem graça.

Olhámos para os rapazes bem vestidos e bem dispostos a ir para a noite arrasar com a mulherada e ficamos a morrer de inveja. Vamos sentir falta de praticar aquelas manobras de conquista infalíveis na noite, de deitar os olhos àquela gata, ou de fazer aqueles movimentos mais ousados na pista de dança.

Nós começamos a pensar: Acho que não estou pronto para isto, para me enclausurar para o resto da vida neste namoro.
E, aos nossos olhos, a boa menina transforma-se numa chata, e aos poucos vai surgindo um desinteresse por ela. Quando nós vemos o nome dela no telemóvel, não dá vontade de atender… já era. Daí aquela promessa de vida estável vai por água a baixo, se a menina não se dá conta nós começamos a ser grossos, muito grossos com ela. E a pobre menina pensa: O que eu fiz??

Coitada, ela não fez nada, a culpa é nossa mesmo…

Aí, nós voltamos para a nossa vidinha, que odiávamos até semanas atrás.
Não vemos a hora de sair e arrasar na noite… Grande ilusão.
Chegamos a casa depois de passar a noite fora, sozinhos, e ficamos a tentar descobrir porque não estamos satisfeitos.
De repente lembramo-nos que foi porque a menina da night, a linda, a gostosa, a misteriosa, ficou connosco durante um tempo, passou a mão, rolou algo mais, mas nem sequer pediu o nosso número de telefone. Frustração.

Daí, tentamos arranjar um outro motivo para a tal insatisfação interior, mas não dá. Por mais que nós não queiramos, começamos a pensar na nossa menina boazinha que deixámos para trás… Enquanto isso, ela está chateada, magoada, não entende o que ela fez para nós nos termos afastado dela… E essa dúvida vira angústia, que vira raiva.

Daí ela sofre, mas acaba por mandar tudo para trás das costas… Não quer saber de mais nada, só quer sair e curtir. Resolve não se envolver mais, para não ser desprezada e magoada de novo… Muito bem, acabamos de criar uma monstra.
O tempo passa e nós continuamos na mesma… Voltamos a reclamar da vida e das mulheres.

‘Elas só querem coisas com homens que não valem nada e não estão nem aí para nós’… Pois bem, elas são assim por culpa nossa. A mulher vulcão da night de hoje, era a boa menina de outro homem ontem… e assim sucessivamente… Provavelmente, essa nossa ex-boa menina, deve estar neste momento a enlouquecer a cabeça de outro homem por aí… E eu perdi-a para sempre, ela tornou-se uma mulher enlouquecedora e eu encontrei-a no outro dia na noite (mais linda do que nunca) e ela, o que fez? Ela nem olhou para mim.

Ass: Ex-namorado arrependido.

Deixa o teu comentário

Recomendado para ti...