hpogju

Deixa alguém gostar de ti

Tu podes ser a pessoa mais forte do mundo.
Tu podes ser a pessoa que melhor sabe desenrascar-se sem ninguém, a mais independente, a mais experiente, mas tu nunca, nunca serás alguém que outro alguém não te possa ajudar a ser melhor.
Às vezes nós criamos uma casca de protecção e de certezas e com isso blindamo-nos do resto do mundo. Há quem faça isso pelo trauma de alguma decepção, há quem faça isso por medo de recomeçar e há quem faça simplesmente por pensar que não precisa de ninguém.

Uma coisa é depender de alguém, outra é precisar.

Tu não deves pensar que a tua felicidade depende de outra. Não deves pensar que só vais conseguir ser feliz se tiveres alguém para te acompanhar. Tu serás sempre a tua melhor companhia, tu dormes e acordas com a cabeça no próprio travesseiro, tu nasceste e vais morar num caixão sem ninguém. Tu és o único representante das tuas vontades neste mundo. Mas tu não és alguém que outro alguém não possa melhorar.

E tu não precisas de te obrigares a aceitar que alguém entre na tua vida.
Mas tu podes ajudar a que isso aconteça.

Se tu parares para pensar, vais lembrar-te de alguém que já tentou aproximar-se de ti, mas que tu instantaneamente tentaste assustar e afastar. Tu não deixas alguém fazer-te bem. E então o mundo parece estar uma bosta com tanta gente de mau caráter e de valores que não se parecem em nada com os teus, não é? É neste mundo que está quem tu precisas. O que é que interessa se já houve gente que passou pela tua vida e deixou mais feridas do que sorrisos? Isso não te faz uma pessoa perdedora. Essas pessoas existem e sempre vão existir! Um dia foi contigo, muito provavelmente neste segundo enquanto tu lês isto está a acontecer com outra pessoa em algum lugar deste mundo, talvez até mesmo na tua rua.

Talvez seja uma questão de tu começares a olhar para a vida com o coração.

Quando nós só vemos as coisas com os olhos acabamos por ter uma única visão sobre o mesmo lado da vida; por outro lado, quando nós vemos as coisas com o coração, conseguimos fazer o cálculo entre tudo o que nos faz bem, o que nos faz mal, tudo o que queremos e tudo o que estamos a fazer por merecer.

Tu tens razão, as pessoas não se têm esforçado em ser interessantes.
Mas tu já tentaste ver com o coração o que é alguém interessante para ti?

Talvez não seja um homem de novela para tu postares fotos juntos e veres os amigos a elogiar coisas como ‘lindos’ e ‘casal perfeito’. Talvez não seja uma mulher de capa de revista para tu te orgulhares em andar de mãos dadas no shopping.

Talvez seja alguém como tu nunca imaginaste.
Talvez seja só alguém que já te provou o quanto te pode fazer bem.
Talvez seja quem reserva um minuto do próprio dia para te dar um olá pelo chat.
Talvez seja alguém que encontra um vídeo engraçado e te manda o link para tu rires também.

Eu preciso de alguém que me faça bem. Tu precisas de alguém que te faça bem. Todos nós precisamos de alguém que nos faça bem. Isso não é exclusividade para ricos ou para as pessoas indubitavelmente lindas, isso é uma importância para qualquer ser humano deste planeta.

Tenta ver a tua vida com o coração.
Os teus olhos podem estar a esconder o que o teu coração precisa ver.

É claro que tu não precisas de te obrigar a nada. Tu não precisas sair com todo o mundo só para veres no que vai dar, só para tentar ver se gostas. Mas se tu conseguires identificar quem se esforça por ti, tu poderias valorizar um pouco mais.

Deixa alguém tentar cuidar de ti.
Deixa alguém provar que tu és importante. Presta atenção em quem se preocupa contigo e em quem se coloca no teu lugar para te ajudar. Deixa alguém aproximar-se antes de tu te afastares. Vale a pena repetir que tu não tens a obrigação de aceitares, mas tens o valioso direito de tentares.

Tu podes considerar-te a pessoa mais independente deste mundo, mas sempre serás alguém que outro alguém pode ajudar.

Texto de Márcio Rodrigues

Deixa o teu comentário

Recomendado para ti...