htrr

Escolhas

Ninguém entende tudo, aliás, apesar da maioria das pessoas viverem à procura de certezas, eu acredito que o certo é nós não sabermos tudo, mas apenas o essencial. Saber do que nós gostamos, quem nós amamos, e no que vale a pena ocupar o nosso tempo. Se tu souberes isso, tu já sabes o suficiente!

De nada adianta tu decorares todas as palavras do dicionário, se não souberes quando usar cada uma delas. Não importa se tu sabes o que tu tens, se não sabes o que fazer com isso. Tu podes saber muito, e ainda assim, não saberes o bastante. Por isso, antes de quereres entender o mundo, descobre primeiro a ti mesmo. O resto é consequência. Lembra-te, nenhuma espera é eterna, e ao contrário do que dizem os poetas, o amor acaba, se não for cultivado. Então, cultiva-o, mas só em quem tu queres manter por perto. Porque tu acorrentas vidas quando omites escolhas.

É importante ficares atento aos sinais do teu coração, é ele que te guia para a felicidade, e se tu foges desses sinais, tu acabas por te perder. Não te prendas ao passado, e não estabeleças compromissos com os teus erros; recomeça quantas vezes achares necessário. Tudo é certo, e tudo é errado também, por isso descobre o caminho que tu mais gostas, e faz dele a estrada certa.

Não existem coisas boas ou más, o que existem são as coisas que te completam, e as que podem ser deixadas de lado. Faz as tuas escolhas, e então, recomeça se for preciso, ou continua se for o caso.

Texto de Maria Paula Fraga

Deixa o teu comentário

Recomendado para ti...