princ

Eu tenho um príncipe. Sim, eles existem.

O meu príncipe não veio até mim montado num cavalo branco, nem me trouxe um sapato de cristal ou me acordou de um sono profundo. O meu príncipe não lutou contra um dragão, não subiu até à torre mais alta do castelo nem matou uma tal bruxa má. Mas o meu príncipe fez-me sorrir quando outros me fizeram chorar, aguentou até ao fim as minhas crises, lutou por mim, esperou por mim.

O meu príncipe não tem o cabelo super arrumadinho, uma roupa engomadinha nem um sapato a brilhar. Mas ele tem o sorriso mais encantador, o olhar mais verdadeiro, o perfume mais excitante deste mundo. O meu príncipe não tem um escudo e uma espada, mas ele tem o abraço mais aconchegante.

Ele é forte o bastante para me fazer sentir segura nos seus braços, e sim, eu estou segura com ele. Ele tem o poder de fazer os problemas fugirem com a sua presença. Ele faz-me voar, faz-me flutuar, como se estivéssemos a dançar uma valsa no céu. Ele faz-me rir com o seu jeito brincalhão e engraçado de ver a vida. Ele sabe exatamente do que eu gosto e do que não gosto, ele conhece-me em público e quando estamos sozinhos.

Quando estamos longe um do outro, algo dentro de mim grita por ele. Pelo seu cheiro, pela sua voz, pelo seu carinho. Pelo seu abraço. Às vezes acho que não tenho mais controlo sobre mim. Só de ouvir o seu nome, a sua voz… Ou só de falar de amor, a minha boca tem de sorrir. Mesmo sem motivo. Parece que toda a música foi feita para nós dois.

E quando ele fala? O resto do mundo se cala… O resto do meu mundo. Porque ele é meu mundo. Eu, ele e o som da nossa respiração. Lembro-me daquele primeiro beijo. Lento, apaixonado, especial. Calou tudo ao nosso redor, ensurdeceu os meus ouvidos… E só bastou isso, para que eu quisesse repetir todas as vezes que visse os seus lábios mexerem.

Ele elogia o meu cabelo, e de seguida desarruma-o. Abraça-me firme e demora para soltar, transmite-me segurança, confiança. Segura a minha mão com a sua mão forte como se fosse para eu não me perder. Eu tento, e faço de tudo para o proteger também. Por vezes até de mim mesma.

Adoro a cara séria que ele faz quando eu faço ou digo algo errado. O meu príncipe não gosta de ler, mas adora ver um filme e jogar consola. Ele sabe os meus medos e os meus segredos, ele conhece os meus defeitos e mesmo assim não desistiu de nós. O nosso percurso juntos até aqui nem sempre foi fácil mas ele enfrentou-o com a garra de um herói. Ele conhece cada detalhe meu, ama-me nos dias de chuva e nos dias ensolarados. Ele irrita-me, mas depois faz aquela cara de menino maroto, abraça-me, beija-me e ama-me.

O meu príncipe não mora num castelo, não usa coroa, não tem um cavalo branco nem tem uma espada. Mas é perfeito para mim. Ele não apareceu como nos contos de fadas, mas ele é o meu príncipe, do jeito dele. E eu sou a sua princesa.

Deixa o teu comentário

Recomendado para ti...