blog_capa-23

Irmãos: os melhores amigos que não tivemos que escolher

Os nossos irmãos são os melhores amigos que não tivemos que escolher. Aquelas pessoas que nos incomodaram, ignoraram e irritaram inúmeras vezes. Aquelas pessoas que, apesar de tudo, sempre estarão do nosso lado.

De qualquer maneira, a relação entre irmãos é uma das mais fortes que vamos viver e que mais terá altos e baixos. No entanto, é quase de lei que prevaleça um sentimento de amor incondicional com duração de uma vida.

Embora nem todas as relações familiares sejam um bom exemplo de relações positivas, é normal que os irmãos permaneçam unidos compartilhando amor, e que os brinquedos e alegrias sejam as histórias mais amadas que manteremos na nossa memória.

“Um irmão é um recipiente de memórias da infância e um registo de como os sonhos cresceram.”

Quem tem irmãos, tem uma grande fortuna emocional

Os benefícios emocionais de ter o nosso irmão ao longo da nossa trajetória de vida são incontáveis. Entre outras razões, os irmãos podem proteger-se uns aos outros de sentimentos como solidão, medos ou tristeza excessiva.

Assim, ter irmãos é sempre positivo para as crianças e, claro, para os adultos.

“Mesmo as discussões entre irmãos têm grande benefício emocional, elas ajudam-nos a adquirir a capacidade de controlar as nossas emoções, a ser flexível e a deixar de lado sentimentos negativos como raiva e inveja.”

O que aprendemos através dos nossos relacionamentos com os nossos irmãos

O amor entre irmãos não se compara a mais nada, porque deste relacionamento guardamos memórias imensas e doces que permeiam a nossa memória de sorrisos, diversão e proximidade. As nossas mãos lembram-nos da alegria e dos jogos, e o nosso olhar, da infinita cumplicidade.

“Os irmãos são a nossa família. Embora o tempo e a distância nos possa afastar, um irmão fará sempre qualquer coisa para nos ver sorrir.”

Aconteça o que acontecer e mesmo que o rumo da vida nos distancia, os irmãos irão sempre partilhar raízes. Chorar, rir e viver ao lado do outro une-nos para sempre. Porque as coisas que os irmãos vivem juntos não são esquecidas, como os olhares cúmplices, as brincadeiras e as reconciliações. Essas coisas permanecem sempre na memória com amor incondicional.

Texto de Raquel Aldana (tradução)

Deixa o teu comentário

Recomendado para ti...