ntr

Namorar porquê?

Todos os dias vemos pessoas a reclamar que estão sozinhas e que não encontram a sua outra metade. Já outras, vangloriam-se por estarem nessa situação. Elas estão realmente felizes por causa da liberdade, mas, no fundo, a maioria das pessoas não querem ficar sozinhas para o resto da vida.

Não é que estar solteiro seja mau. Ou que estar solteiro é alguém que não sabe nada sobre amor, na verdade, significa que sabe o suficiente para não perder tempo com qualquer pessoa. Mas são tantas as frases que nos dão esperança: “na hora certa a pessoa aparece”, “se for para ser, será”, “o que é meu está guardado”; que acreditem no que vocês quiserem, terão de concordar que não nascemos para ficarmos sós.

É bom namorar, mas infelizmente as pessoas não entendem o simples significado dessa relação. Namorar é estar junto, não um casamento. Na verdade, o namoro é o período para conhecer a pessoa e ver se ela é o que tu queres para sempre. O problema é que hoje as pessoas conhecem-se antes, querem saber de tudo sem nem sequer existir uma relação.

E ao namorar, quando procuram uma forma de evoluir a relação, não têm mais para onde ir a não ser agirem como se fossem casados. Com isso, as cobranças aumentam. E quando não acontece assim, a relação fica monótona porque a fase de se conhecer já aconteceu. Levando ao término. As pessoas não estão a saber viver o momento do namoro. O namoro foi feito muito mais para ser vivido do que para ser planeado.

Namoro é passar por um teste a cada minuto, conhecer a cada dia. É preparação e ensaio para enfim viver a dois. É também um constante exercício de tolerância com os gostos, hábitos, manias e os defeitos do outro. E isso exige dedicação intensa e sedução diária. Namorar é ainda cuidar do outro, partilhar, apoiar e ouvir. É ter a sensibilidade de sentir o que o outro sente, ter a vontade de estar com quem se quer.

Quem namora conta minutos e não esquece o dia em que se conheceram. Comemora cada aniversário da relação, porque cada dia é uma vitória. Está sempre a pensar o que fazer para surpreender o outro. Namorar também é sentir saudade, discutir por coisas sem importância, ter ciúmes fora de hora, irritar-se com o que não se devia e fazer as pazes do jeito mais meloso que existe. É sentir-se completo, é ficar com aquela sensação de que não importa o que aconteça amanhã, desde que sejamos felizes hoje.

O que muda de pessoa para pessoa é a disponibilidade, ou até mesmo a vontade, para se dedicar ao outro, para partilhar, para trocar tantas coisas com o outro. O que não é fácil. Não te vou convencer a namorar. Cada um tem um tempo. Apenas aconselho-te a saberes o que queres e a curtires esse momento. E sempre que fores namorar, tem em mente um futuro juntos. Afinal, qual é o ponto em tentar conquistar a pessoa que não será mais tua amanhã?

Autor desconhecido

Deixa o teu comentário

Recomendado para ti...