xdghx

Pessoas boas também dizem não… e devem fazê-lo

É, sinto muito informar-te, mas tu não precisas de parecer sempre bem, disponível, prestativo, atencioso. Na verdade, isso só faz com que os outros criem a (distorcida) ideia de que tu és forte e independente o suficiente e darás sempre um jeito nas coisas e, pior, quando tu (dentro do teu direito) falhares, poucos vão compreender.

As pessoas boas têm limites SIM, também se cansam e têm o direito de dizer NÃO, de dizer CHEGA para situações que caminham para o insustentável. Portanto, não te sintas mal em fazê-lo, tu não te tornaste (nem vais tornar) uma pessoa ruim por isso, tu só atingiste o teu limite. E por mais que tu ainda estejas relutante, que penses que te está a faltar paciência e compreensão da tua parte… não está!

Queria pedir-te para cuidares de ti, para respeitares as tuas vontades e limites, antes que pese demais, antes que tu precises de uns calmantezinhos. Preparado para o mais triste? A culpa é tua. Foste tu quem permitiu, foste tu quem se sujeitou, porque ninguém coloca NADA (sentimento, expectativa, obrigação, culpa… nada mesmo) dentro de alguém sem a sua autorização, ninguém tem esse poder sobre o outro.

Mas vamos lá… repensa, muda, impõe-te… tu não precisas abraçar todo o mundo! Os outros não veem os momentos que tu passas sozinho, ninguém sente os teus arrepios, vontades, desejos, angústias, medos, aflições… (e não poderia ser diferente) porque quando tu tiras a armadura… és só tu com (ou contra) tu mesmo…

Texto de Ana Carolina Rosalino

Deixa o teu comentário

Recomendado para ti...