ssfg7

Se 50 Sombras de Grey tivesse sido escrito por homens, seria algo assim.

1. Assim que ela lhe tocou com os lábios, ele cresceu, ficou comprido e inchado. Eu suspirei enquanto ela o apertou e manuseou habilmente. Foi o melhor balão em forma de cão que eu já tinha visto.


2. “Como te sentes em relação ao uso de brinquedos no quarto?” perguntou ela. “Tudo bem”, disse eu: “Mas não estou a ver onde é que vamos encaixar esta réplica de tiranossauro rex.”


3. O corpo dela ficou tenso e estremeceu enquanto ela sentia o fluxo a percorrê-la, onda após onda. Eu provavelmente devia tê-la avisado que instalei uma vedação elétrica no quintal.


4. Enquanto eu estava deitado no chão, o meu corpo nu estava coberto com chantili. Entretanto, ouvi ao altifalante: “Limpeza ao corredor 3, por favor”.


5. “Estás pronto para ser torturado de uma maneira que só uma mulher consegue torturar um homem?” perguntou ela. Eu balancei a cabeça, nervosamente. ‘OK’, disse ela, e comeu metade das minhas batatas fritas.


6. Rapidamente eu arranquei o vestido dela, o sutiã dela e as cuecas dela. O meu coração estava disparado, mas eu consegui fechar a porta do guarda-roupa antes que ela chegasse a casa.


7. “Magoa-me, vá lá!”, implorou ela, inclinando-se sobre a mesa de jantar com grande expectativa. “Ok”, respondi, “és uma péssima cozinheira e eu tenho um fraquinho pela tua irmã.”


8. Ela inclinou-se sobre a mesa da cozinha. “Dá-lhe com força”, gritou ela, “aperta mais fundo”. “Eu estou a fazê-lo”, disse eu, “mas o ketchup parece que não quer sair.”


9. “Eu sou a tua escrava”, disse ela, sem fôlego, “Faz-me sentir completamente impotente e sem valor.” Então eu tranquei-a na despensa e fui tomar qualquer coisa a um bar.


10. “Põe-na bem aqui dentro”, disse ela, “Eu quero recordar-me deste momento para sempre!”. “Espera”, disse eu, enquanto limpava o pó da fotografia do nosso casamento.


11. “Eu sou uma menina má”, ela sussurrou, “Castiga-me de uma forma que só um homem de verdade é capaz!”. “Tudo bem”, disse eu, e deixei a toalha molhada no chão da casa de banho.


12. “Eu quero agora, aqui contra esta parede!” ela ordenou, “e quero que aguente o maior tempo possível”. “Não se preocupe”, eu disse, “Eu sei como colocar uma prateleira.”


13. Enquanto estávamos sentados no restaurante, à luz das velas, ela acariciou a minha coxa e disse: “Eu quero sentir a tua dureza”. “Tudo bem”, respondi, levantei-me e dei um murro no empregado de mesa.

Deixa o teu comentário

Recomendado para ti...