fsv

Todos nós temos ‘aquela’ pessoa.

Cheguei a uma fase da minha vida, em que paro e pergunto-me, até hoje o que fez sentido? Até hoje o que valeu a pena? O meu raciocínio bloqueia… respondo-me a mim mesmo que tudo. Tudo valeu a pena, tudo fez sentido, umas coisas por um lado mais positivo, outras por um lado mais negativo, mas tudo foi necessário. Precisei de ser deitado e empurrado para trás, precisei de ser insultado, de ser desprezado, precisei também de ser amado, beijado, desejado, para me tornar no que sou hoje. Hoje sinto-me, algo que antes não me sentia de todo. Sinto-me alguém completo, com algum tipo de experiência, não muita mas com a suficiente para saber de uma forma determinada tudo o que quero e ambiciono. Os meus horizontes são outros, os meus sonhos também. Considero que ao longo de todas as quedas e de todos os meus momentos altos, tenho ideias e vontades muito mais maduras, muito mais complexas. E acima de tudo, ganhei a noção plena de que todos nós temos uma pessoa cá à nossa espera. Alguém que podemos até nunca ter visto. Alguém que podemos nem imaginar vir a conhecer. Mas temos alguém. Temos alguém que nos completa em todas as nossas virtudes e nos aceita com todos os nossos defeitos. Alguém que acredita sempre em cada letra de cada frase dita. Alguém que nos dê mimo e cuide de nós mesmo quando nos mantemos em silêncio. Todos nós temos alguém, que também nos procura, mesmo que nós não tenhamos noção disso. Ninguém sofre sozinho, ninguém chora sozinho, do outro lado existe alguém na mesma situação que tu. Acredito nisso, acredito no destino e em mais 1001 coisas, para outros estranhas, para mim lógicas. Acredito que há pessoas que nos marcam eternamente, não só pelo bom como pelo mau. Acredito que sofremos sempre as consequências dos nossos actos. Acredito que vivemos num mundo de dar para receber e que nada é feito sem vontade. Não acredito em desculpas, e muito menos naquelas que foram ditas mas que não foram sentidas de coração. Nada acontece por acaso e cada um tem o seu papel neste mundo. Mas não sozinho. No meio de tanto mal, não podemos caminhar desamparados e sem apoio. Todos temos alguém que nos espera, que nos deseja, que sonha connosco sem nos conhecer. O mundo é um puzzle, tudo se une, tudo se forma. Cada um tem a sua peça, aquela que quando junta faz a conexão ideal. Mas não nos fixemos nisso. Nunca iremos encontrar a nossa peça se nos mantivermos sentados à espera que ela apareça. Não, porque o desejo que eu tenho de a encontrar o outro também terá. Espero que tudo o que provei, todas as sensações que senti me façam caminhar da forma mais correcta, me façam realizar escolhas da forma mais madura possível. A vida é um jogo, A vida é um desafio. Vive sempre. Mas não o vivas sozinho. Forço-me a acreditar que o objectivo de todos cá estarmos é dar e receber amor. Isso é a base de tudo. Não deixes que a tua presença não se sinta. Ama. Dá. Recebe. Ela também espera por ti. Ela, ‘aquela’ pessoa.

Texto de Rita Gaspar

Deixa o teu comentário

Recomendado para ti...