Tu mereces alguém que diga que te ama, e que, principalmente, demonstre isso todos os dias - Já Foste

Tu mereces alguém que diga que te ama, e que, principalmente, demonstre isso todos os dias

Procurar um relacionamento quando se está num alto nível de carência é como ir ao supermercado com fome, qualquer porcaria serve.

Nesses momentos qualquer coisa é melhor que nada, e por isso aceitamos qualquer coisa que aparece, porque sabemos que ou agarramos ou lamentamos. Nesses momentos nos esquecemos que dar sem receber não é amor, é caridade, porque amor é troca contínua e genuína.

Genuíno é tudo aquilo que é verdadeiro, puro, excêntrico. É desejar a felicidade do outro porque ao nos relacionarmos, houve uma troca mútua de interesses, sentimentos e vibrações verdadeiras.

A gente tem que parar de romantizar o desinteresse.

Existem dois sinais clássicos que marcam o limite do que é aceitável: Ficar em cima do muro ou se esconder.

Se alguém faz isso contigo, foge. Tranca o teu coração e esconde a chave. Sabes porquê? Essa pessoa não está sendo genuína contigo.

O sentimento genuíno faz as pessoas sairem de casa mesmo com um frio de morrer, e atravessar a cidade só para ver alguém. O sentimento genuíno faz as pessoas se esforçarem só para melhorar o dia de outra pessoa. O sentimento genuíno proibe as pessoas de inventar desculpas para estar com o outro. Sabes aquele lance de “quem quer faz”? Então, eu sei que é algo que toda a gente diz, mas é verdade.

Esses dias eu assisti um vídeo interessante de sobre um método para saber o porquê de a gente não realizar algumas coisas na vida. Basicamente tu escreves uma lista de coisas que tu achas que deverias fazer, depois para cada uma dessas coisas tu aplicas a frase “eu poderia fazer isso, se eu realmente/verdadeiramente quisesse”. E tu percebes que as coisas que tu não fazes, não são arquivadas por falta de tempo ou de recursos, mas porque a gente verdadeiramente não tem disposição para fazer.

Tu mereces alguém que te olhe com tamanha ternura que não te deixe dúvidas do quanto gosta de ti. Mereces alguém que te abrace em público, que te beije em público, sem o menor sinal de receio. Tu mereces alguém que te assuma! Mereces ser o amor da vida de alguém, alguém que não esconda o quanto é louco por ti.

Tu mereces alguém que te ame e te cuide, porque eu sei que assim sendo, tu também não medirás esforços em amar e cuidar daquela pessoa, em ser para o outro, em fazer o que estiver ao teu alcance só para ouvir um “tu melhoraste o meu dia” e aceitar isso como a tua maior recompensa.

Tu mereces alguém que no dia do teu aniversário te mande flores, te peça em namoro ou casamento com bombons e um cartão. Tu mereces fazer aquela viagem para a praia e cantar na areia diante daquela imensidão… de amor, declarado em cada nota, cada tom, cada palavra.

Tu mereces alguém que não tenha dúvidas sobre passar o resto da vida contigo. Mereces alguém que não tenha medo de enfrentar o mundo por ti.

Tu mereces alguém que desça do muro, te dê a mão e saia por aí, dizendo para quem quiser saber que só tem olhos para ti e apenas para ti. Alguém que te respeite, que seja altruísta, que acredite nos teus sonhos e queira vivê-los contigo.

Tu mereces alguém que seja companheiro, amigo e amante, tudo numa só pessoa. E que saiba reconhecer e ser grato por te ter na sua vida. Tu mereces ser a prioridade na vida de alguém.

Mereces mensagens carinhosas, mereces receber músicas com dedicatórias. Mereces presentes e presença. Muita presença. Sempre que possível. Mereces chocolate quente na cama, no sofá.

Tu mereces alguém que te fortaleça. Mereces alguém que ache as tuas dores as maiores do mundo e que não hesite em dizer “eu estou aqui mesmo se tudo der errado”. Tu mereces alguém que diga que te ama, e que, principalmente, demonstre isso todos os dias.

Se alguém diz que te quer, que te ama, ou que está apaixonado por você, mas não toma uma atitude para viver isso contigo, recolhe os teus sentimentos e muda de direção.

Aceitar menos do que tu mereces é viver de migalhas.

Aceita apenas alguém que seja genuíno contigo.

Texto de Ana Carolina Santos

Deixa o teu comentário

Recomendado para ti...