Não implores amor. Não implores por um sentimento que deve ser sincero - Já Foste

Não implores amor. Não implores por um sentimento que deve ser sincero

Não implores amor. Nem por um segundo. Nunca.

Não peças algo que tem que ser dado de livre vontade. Não pechinches por um sentimento que tem que vir sincero.

Tudo o que acontece de forma natural, acontece melhor.

Sabes aquela vontade cada vez maior de falar com alguém? Aquela vontade incessante de saber mais sobre aquela pessoa, de estar mais tempo com ela, de ter mais dela? E ter isso de volta. Sem forçar ou insistir. A atração simplesmente acontece. As coisas fluem. É natural.

Não vale a pena forçar uma situação que nitidamente não é para ser. Tudo o que é colocado sob pressão só encontra um resultado: explosão. Então pressionar alguém a estar contigo é inútil. Forçar alguém a te amar é idiota e uma perda de tempo, não vai acontecer. O único resultado disso é a decepção e a mágoa. Em ti e no outro.

E isso aplica-se às pessoas que a gente acabou de conhecer e a relacionamentos curtos e longos.

O máximo que tu podes fazer é dar motivos para que alguém goste de ti. É seres uma ótima companhia, um ótimo companheiro. Melhor, sê quem tu gostarias de estar junto! Sê aquela pessoa inteligente, bem humorada e que tem uma conversa interessante. Sê aquela pessoa do abraço bom, aquela pessoa carinhosa que ilumina a sala. Sê aquela pessoa que ninguém quer sair de perto.

O melhor que tu podes fazer é dar motivos para que alguém fique. Porque mesmo que a pessoa vá… ela volta. Volta porque quis. Porque tu lhe deste motivos voltar. Sem pressão, sem pedir.

Não te coloques, nunca, na situação em que tu precisas pedinchar carinho e atenção. Dentro de um relacionamento isso é uma das piores coisas que pode acontecer.

Haverá sempre aquela pessoa que dirá: “Mas isso é da maneira de ser de cada um… algumas pessoas são meio frias e distantes, não são nada românticas, mas isso não quer dizer que não gostem da gente.”

Acredita, quando uma pessoa está mesmo a fim de algo ou alguém, ela move montanhas, nada é forte o suficiente para impedi-la de ficar.

Então se uma pessoa precisar ser romântica, carinhosa, fazer surpresas ou declarações para conquistar alguém que gosta, ela fará tudo isso!

Quando a pessoa não está a fim, ou está acomodada, tudo parece penoso, tudo é difícil, tudo parece sacrificante. E se tu chegaste ao ponto de ficar feliz pelo menor mimo que seja… tu estás a implorar.

A entrega na relação tem que ser igual, tem que vir dos dois. Não da mesma forma, já que cada um tem seu jeito, mas na mesma intensidade, sim. Não te satisfaças com migalhas, mas também não fiques a implorar por afeto. Toma uma atitude.

Porque antes de tudo tu tens que amar a ti mesmo. E isso é tão óbvio! Quando tu te amas, tu crias espaço para que outro alguém possa se aproximar de ti e te amar também. Quando tu te valorizas, tu podes acolher mais felicidade e mais sorrisos dentro de ti. Quando tu deixas de implorar, tu consegues finalmente entregar o teu amor a alguém que o valorize. E começas a receber de volta o amor que tu mereces.

Texto de Hudson Baroni

Deixa o teu comentário

Recomendado para ti...